• Selemat

Parcelamento de débitos fiscais auxilia retomada empresarial


O Projeto de Lei (PL) 4.728/20, com o objetivo de reabrir o prazo para adesão dos contribuintes ao Programa Especial de Regularização Tributária (Pert), tramita no Congresso Nacional desde o ano passado. Sendo assim, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) insiste junto aos parlamentares para que a medida seja aprovada para auxiliar na retomada da atividade econômica empresarial.


Neste sentido, o Conselho de Assuntos Tributários (CAT) da Entidade encaminhou, novamente, uma manifestação apoiando a iniciativa na qual as empresas poderão ter acesso a facilidades para regularizar débitos perante a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).


Simples Nacional


Como o parcelamento não pode ser estendido às empresas optantes pelo Simples Nacional, o Conselho reforça a necessidade da reabertura do programa voltado às microempresas e empresas de pequeno porte optantes do regime instituído pela Lei Complementar 162/2018.


A adesão de empresas optantes do Simples viabilizaria a recuperação de um número maior de negócios prejudicados pelas medidas de restrição implementadas pelos governos estaduais e municipais, em razão da presente pandemia de covid-19.


Como reflexo deste cenário, o CAT destaca dados do levantamento feito pela Federação no qual, somente no território paulista, quase 270 mil estabelecimentos – aproximadamente 53% das mais de 500 mil empresas do Estado – do segmento do comércio varejista foram impactados negativamente em decorrência das crises econômica e sanitária provocadas pela pandemia.


1 visualização0 comentário